Cuidados na comercialização e produção de produtos sem glúten

pao aletenjano
Receita de Pão Alentejano
14/09/2017
receita de panetone
Receita Profissional de Panetone! Uma delícia para o Natal
02/11/2017

Cuidados na comercialização e produção de produtos sem glúten

pão sem gluten

O crescimento de pessoas aderindo a dieta sem glúten, é excelente oportunidade de negócio para as padarias, fábricas de pães e salgados diversificarem sua produção e aumentar seus lucros.

São diversos os motivos que levam uma pessoa a aderir uma dieta sem glúten.

Estimasse que no Brasil cerca de 2 milhões de pessoas não podem comer glúten, mas esses números não são totalmente precisos de acordo com a Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (Fenacelbra). Isso ocorre, entre outros motivos, em função dos sintomas serem confundidos e tratados muitas vezes como azia, intestino irritado ou gastrite, portanto estimasse que o número possa ser ainda maior.

Além disso a busca por uma saúde maior e dietas diferenciadas é a principal fonte dessa busca por alimentos sem glúten.

Porém para aproveitar essa oportunidade e explorar esse nicho de mercado é necessário cumprir com as legislações exigidas, tanto na produção quanto na comercialização, em especial na rotulagem dos produtos sem glúten.

Nesse artigo nós separamos algumas informações que podem lhe ajudar a comercializar esses produtos da forma correta e com segurança.

A embalagem dos produtos sem glúten deve ser claramente informativa

produtos sem gluten

 

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, a embalagem de qualquer produto que contenha glúten deve ter essa informação, independente da quantidade ínfima que seja. Resumindo, não importa qual a quantidade ou % de Glúten presente, todas as embalagens sempre devem informar se contêm ou não contêm glúten na embalagem.

Essa resolução se aplica a todo tipo de alimento, seja ele ingredientes, bebidas, ou até mesmo aditivos alimentares e coadjuvantes tecnologicamente desenvolvidos, e adicionados na ausência dos consumidores.

Isso garante uma proteção extra aos consumidores sobre aqueles produtos que são destinados exclusivamente ao processo industrial dos serviços de alimentação.

As únicas exceções dessa lei são alimentos que sejam fracionados e usados em receitas dentro de estabelecimentos comerciais, ou seja, restaurantes, ou embalados diretamente em um ponto de venda a pedido do consumidor.

O estabelecimento sempre deve informar se um alimento possui glúten ou não, mesmo que não tenha sido uma adição intencional ao alimento.

Produção e insumos dos produtos sem glúten

produtos sem glúten

A contaminação cruzada de glúten acontece com facilidade, pois ele se dispersa no ar de forma muito rápida, permitindo que ele caia nos alimentos que em teoria, não deveriam conter glúten.

Por esse motivo, uma das primeiras ações que você tomar, caso deseje entrar nesse mercado, é possuir um ambiente isolado para a produção de seus alimentos sem glúten, diferente do com glúten.

Você deve ter muito cuidado também nos insumos que vai utilizar. Para isso selecione e fiscalize seus fornecedores para garantir que seus produtos atendam a legislação e não contenha nenhum traço de glúten, pois caso isso aconteça a responsabilidade é sempre de quem produz e comercializa.

Aqui na FERMAIS levamos esse assunto muito a sério e realizamos todos os testes para garantir que nosso FERMENTO BIOLÓGICO SECO seja completamente livre de glúten, lactose, traços de leite ou qualquer contaminação cruzada. Por esse motivo nosso fermento é ideal para quem deseja iniciar esse tipo de produção.

Fermento Biológico Seco FERMAIS é livre de glúten e traz várias outras vantagens para a sua produção. CLIQUE AQUI e confira.

Assunto delicado e importante

produtos sem glúten

A alergia alimentar é um assunto sério, principalmente a alergia relacionada ao glúten.

Seus sintomas inicialmente podem ser bem brandos, derivando somente de pequenos surtos de problemas gastrointestinais durante o período da infância, podendo ocorrer dores no sistema digestório ou não.

Já na fase adulta, os sintomas se diferenciam um pouco e como comentando acima, muitas vezes são confundidos e tratados como azia ou gastrite. Em alguns casos a alergia ao glúten pode resultar na rápida perda de peso, porém isso é derivado da falta de absorção de nutrientes para o corpo durante a passagem do alimento pelo intestino.

Diversos problemas podem vir do consumo de glúten, mesmo que em pequenas quantidades e acidentalmente, por isso é tão necessário o trabalho e vistoria da ANVISA sobre todos os alimentos.

Portanto busque se informar, selecione bem seus insumos, organize a produção e mãos a massa!

 

Um abraço e ótimos negócios

 

Sheron Sandri

Sócia Diretora

Fermais – Fermento Biológico Seco





Comente com o facebook

Os comentários estão encerrados.