MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO DE ALIMENTOS, COMO MONTAR?

Receita Pão de Maça em Forma de Espiral
15/01/2019
Receita Fácil de Enroladinho de Salsicha Assado
12/02/2019

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO DE ALIMENTOS, COMO MONTAR?

Trabalhar com comida não é uma tarefa fácil.

 

Afinal de contas, o manuseio de alimentos é um processo delicado que, quando não é bem realizado, pode causar danos a uma série de pessoas. Prova disso são os diversos casos que já vieram à tona na mídia de produtos que foram contaminados de alguma forma durante o processo de produção e que causaram uma série de problemas para o consumidor final, incluindo a morte em casos mais graves.

 

 

Por isso mesmo é de extrema importância que se tenha um controle durante todo o processo de produção, do material de construção da fábrica onde são produzidos os alimentos que você comercializa ao uniforme dos seus funcionários, tudo precisa ser controlado e de acordo com as normas.

 

Levando isso em consideração, é importante que todos os donos de estabelecimento tenham em mente que uma boa forma de fazer isso é por meio da elaboração de um manual de boas práticas de fabricação de alimentos, que todo restaurante ou empresa ligada ao setor alimentício deve ter.

 

Isso porque ele nada mais é do que um documento que atesta todas as atividades e procedimentos realizados pela empresa e todos os detalhes envolvidos nela, como:

 

  • Produção
  • Manipulação
  • Transporte
  • Armazenamento
  • Comercialização

 

É englobado também desde materiais de construção do ambiente de trabalho até processos de higienização que são realizados pelo seu negócio para atender a legislação sanitária em vigor e aumentar a garantia de segurança e qualidade dos seus produtos.

 

Exatamente pensando em tudo isso que nós reunimos aqui uma série de dicas que vão ajudar você a montar o seu próprio manual de boas práticas de fabricação, tudo para que ele fique de acordo com a sua empresa e atenda a todas as suas necessidades.

 

Descubra como montar um manual de boas práticas de fabricação

 

A verdade é que montar um manual de boas práticas de fabricação de alimentos não é tarefa muito difícil.

 

Isso porque qualquer um pode redigir o documento, de forma que isso não precisa obrigatoriamente ser feito por um profissional de saúde, por exemplo, permitindo que você mesmo redija o da sua empresa.

 

O manual para sua maior eficácia deverá conter informações de extrema importância para assegurar a qualidade do produto em questão, são esses:

 

Identificação do estabelecimento, detalhando as informações básicas do estabelecimento como, CNPJ e endereço completo;

As responsabilidades, definindo quem cuida o que dentro do processo, faça de forma que realmente as informações retratem a realidade da operação do estabelecimento;

Higiene pessoal, do ambiente, saúde dos colaboradores e manejo de resíduos, os quais devem contemplar regras e procedimentos de do ambiente, asseios pessoais, uniformes dos colaboradores por função e a sistemática de separação entre resíduos recicláveis e orgânicos se houver;

Instalações, equipamentos e manutenção preventiva e corretiva, descrevendo quais são e como é feita;

Compras, qual o processo, como são selecionados os fornecedores, quais os critérios de seleção deles e dos produtos, e como é controle da qualidade do que é comprado. Estar em contato com os fornecedores é muito importante, afinal a responsabilidade final é sua;

Controle de pragas e as medidas preventivas do estabelecimento para os mesmos;

Utilidades como água e energia;

Operação como é realizada e como é feito controle da correta execução em cada etapa que envolve desde o recebimento á distribuição;

Controle de Qualidade, definindo quais as práticas e ações realizadas para esse fim e com que periodicidade.

 

É preciso ressaltar que um manual de boas práticas de fabricação de alimentos nunca deve ser uma cópia exata do manual de outros locais, pois cada empresa tem suas especificidades e suas características bem definidas.

 

Dessa forma, é importante que você redija o seu próprio manual,de acordo com a sua realidade, ao invés de pegar um já pronto e adotar para seu negócio.

 

Claro que na hora de compor a sua peça, vale a pena dar uma olhada em manuais já existentes e se inspirar neles. Principalmente no que diz respeito às seções e também buscando conhecer novas e melhores práticas, mas sempre fazendo as devidas adaptações para que este fique de acordo com o seu negócio.

 

Afinal de contas, os seus processos de higienização e o uniforme dos seus funcionários podem ser diferentes dos de empresas do mesmo ramo, por exemplo.

 

Consulte toda a legislação pertinente através da página da ANVISA, onde  você poderá conferir todas as normas de vigilância sanitária e ver se o seu estabelecimento está de acordo com todas.

 

E consulte também um manual de boas práticas já existentes, de forma a se inspirar nesses dois e montar um manual para chamar de seu.

 

 

E ai, anotou todas as nossas dicas?!

 

Agora é a sua vez de por em prática e criar o Manual de boas práticas de fabricação de alimentos do seu próprio negócio!

 

Lembrando que mais do que uma obrigação legal, ele deve ser um guia para o dia a dia da sua empresa, garantindo assim a qualidade da produção e permitindo a melhoria constante.

 

E se você preza pelo máximo em qualidade e economia para seus produtos, sem abrir mão da economia, a sua melhor escolha são os Fermentos FERMAIS.

Nossos produtos tem o maior poder fermentativo do mercado e são ideais para todas suas necessidades!

 

CLIQUE AQUI  e escolha o produto FERMAIS mais adequado para a sua necessidade e peça agora mesmo uma cotação. Use, aprove e aproveite as vantagens para o seu negócio!

Comente com o facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *